Posts in category

Controles Internos


“O AICPA, American Institute of Certified Public Accountants (Comitê de Procedimentos de Auditoria do Instituto Americano de Contadores Públicos Certificados), por meio de Relatório Especial da Comissão de Procedimentos de Auditoria, definiu o controle interno como sendo “o plano da organização e todos os métodos e medidas coordenados, aplicados a uma empresa, a fim de …

Share

O que é COSO? O COSO ( The Comitee of Sponsoring Organizations ) é uma entidade sem fins lucrativos, dedicada à melhoria dos relatórios financeiros através da ética, efetividade dos controles internos e governança corporativa. COSO – COMMITTEE OF SPONSORING ORGANIZATIONS OF THE TREADWAYCOMMISSION Em 1975, foi criado, nos Estados Unidos, a Nacional Commission on …

Share

A comunicação é o fluxo de informações dentro de uma organização, entendendo que este fluxo ocorre em todas as direções – dos níveis hierárquicos superiores aos níveis hierárquicos inferiores, dos níveis inferiores aos superiores, e comunicação horizontal, entre níveis hierárquicos equivalentes. A comunicação é essencial para o bom funcionamento dos controles. Informações sobre planos, ambiente …

Share

As funções principiais do controle interno, como vimos, estão relacionadas ao cumprimento dos objetivos da entidade. Portanto, a existência de objetivos e metas é condição “sine qua non” para a existência dos controles internos. Se a entidade não tem objetivos e metas claros, não há necessidade de controles internos. Uma vez estabelecidos e clarificados os …

Share

A análise de riscos é um estudo técnico que visa identificar e analisar os possíveis riscos presentes no ambiente das empresas, considerando seus Objetivos, Controles Internos e Processos Operacionais, independente da sua atividade e porte. Além disso, a avaliação de riscos é um elemento essencial para a gestão dos negócios e seu objetivo é determinar …

Share

São aquelas atividades que, quando executadas a tempo e maneira adequados, permitem a redução ou administração dos riscos. As atividades de controle compreendem o que, na sistemática de trabalho anterior à do COSO, era tratado como controle interno. Podem ser de duas naturezas: atividades de prevenção ou de detecção. As principais atividades de controle, e …

Share

1.1 – Introdução Nos últimos anos, as estruturas de Controles Internos ficaram ainda mais em evidência, como consequência de dois principais fatores: as crises econômicas mundiais e os casos de fraudes internacionais que provocaram prejuízos financeiros, porque aumentaram os riscos sobre investimentos e impactaram na relação de transparência das empresas. 1.2 Conceito Os controles internos …

Share

A implantação da atividade de auditoria em uma organização não é um processo simples, pois, impacta diretamente na cultura da empresa. É muito importante entender quais os motivos que levaram a alta organização a incluir esta auditoria interna na dinâmica de seu negócio, e até onde eles conhecem, ou estão conscientes da importância desta atividade. …

Share

A avaliação da conformidade, dos diversos processos operacionais, com as Normas e Políticas da organização, sempre esteve presente nos processos de auditoria interna, o que chamamos de auditoria de regularidade e/ou conformidade. Depois, o auditor se atualizou e inclui em seu portfólio, a avaliação de eficiência dos processos operacionais, isto é, se os processos estão …

Share

As fraudes não são prerrogativas apenas da sociedade atual ou de nossa época. São lamentáveis acontecimentos que se perpetuam pela história do homem e de todas as suas civilizações Atualmente, as empresas estão percebendo cada vez mais que as fraudes também não são exclusividade de determinadas entidades ou de certos ramos de negócios. Elas atacam …

Share